De acordo com um levantamento feito pelo portal Folha do Maranhão, com base em dados disponíveis no Sistema de Apoio ao Processo Legislativo – SAPL, da Assembleia Legislativa do Maranhão, o deputado estadual Yglésio Moyses (PROS) é, pelo segundo ano consecutivo, o parlamentar mais atuante da Casa do Povo.

O deputado apresentou exatas 532 proposições este ano. Dentre elas, estão 60 projetos de lei, 5 projetos de resolução legislativa, 75 requerimentos, 54 moções e 338 indicações. Atrás do deputado, estão os parlamentares Duarte Jr., em segundo lugar, com 348 proposições, e Wellington do Curso, em terceiro, com 219, com os quais compõe o pódio.

Em 2019, o deputado do PROS também esteve na primeira colocação, mas com um número um pouco maior: 542 proposições apresentadas. Com o número da produção atual, o parlamentar chega ao fim de 2020 com um total de 1074 proposições, sendo ainda o mais produtivo da legislatura.

“Estar em primeiro lugar no ranking dos deputados mais atuantes do Maranhão é a representação do nosso esforço e do nosso trabalho pelas pessoas, ainda mais em um ano em que as dificuldades estiveram e estão aí para atrapalhar, mas conseguimos isso com muita luta! “, exclamou o deputado. “Com a pandemia afetando a vida de todos, trabalhamos ainda mais para amenizar as perdas, estando ao lado de quem mais precisa”, concluiu.

Como ressaltou o deputado, boa parte de sua atuação, este ano, foi em prol da saúde, sendo o combate à covid-19 o seu maior foco. Isso porque, das 532 proposições apresentadas em 2020, 114 foram exclusivas à luta do Estado contra os efeitos da pandemia.

O deputado também esteve à frente de ações como a fiscalização do recurso público pelas prefeituras da Ilha e de muitos municípios no Estado, além de realizar ações voltadas para a manutenção dos direitos humanos e da luta por moradia digna.

Proposições importantes

Dentre todas, as proposições mais importantes do ano, apresentadas pelo parlamentar, foram a Lei das Mensalidades, que proporcionou redução proporcional nas mensalidades dos alunos da educação infantil, básica e superior; o adicional de 40% para os profissionais da saúde estadual que estiveram na linha de frente contra a pandemia; PEC da Polícia Penal que inclui a nova polícia no rol de obrigações do Estado, ao lado da Polícia Civil, Polícia Militar e Bombeiros Militar; e a PEC das Emendas Impositivas, aprovada recentemente pela Alema.