O deputado estadual Yglésio Moyses (PROS) entrou com uma representação a em desfavor da prefeita Paula Azevedo (PC do B), após sessão plenária na Câmara Municipal de Paço do Lumiar. Foco da representação, suspeitas apontam para o fato de que a prefeita do município teria ‘liberado’ secretários e outros servidores públicos para construir uma base de apoio à secretária de Saúde Danielle Pereira. Parlamantar quer investigação do caso.

Leia mais:

paço do lumiar

Os servidores presentes “deveriam estar trabalhando, em afronta direta ao disposto na Lei Municipal nº 180/1993”, destaca um trecho do documento.

Secretária de saúde

A chefe da Saúde luminense foi convocada pelo legislativo local para prestar esclarecimentos em relação à aplicação do recurso federal destinados ao combate da covid-19, o SAMU que se encontra desativado, além de outros contratos entre o município de Paço do Lumiar e empresas.

No documento, o parlamentar destaca que o alvo da investigação é a liberação dos secretários de suas funções administrativas, sem citar servidores públicos de outras áreas que, por algum motivo, também estavam presentes. Caso não conste liberação por parte da prefeita, o parlamentar pede que sejam aplicadas sanções administrativas aos agentes públicos citados.