“Homenagear Zé Gentil a esse nível, como ele merece, é o mínimo que podemos fazer nesse momento”, disse o deputado

Em decorrência de complicações de saúde por conta da covid-19, o deputado estadual Zé Gentil faleceu, nesta segunda-feira (15), aos 80 anos. A notícia comoveu familiares, amigos, colegas parlamentares e toda a população que tinha e continua tendo sentimentos positivos em relação ao parlamentar caxiense.

Por isso, em reconhecimento aos serviços prestados ao povo maranhense e por ter sido um grande ser humano, o também deputado estadual Dr. Yglésio (PROS) protocolou no mesmo dia um projeto de resolução legislativa para que a Assembleia Legislativa conceda a medalha Manuel Beckman, em homenagem post mortem, ao Zé Gentil.

“Homenagear o Gentil com essa condolência é algo mínimo que está ao nosso alcance neste momento. Ele sempre foi uma ótima pessoa e fez muitas coisas boas pelo nosso povo. Hoje, Gentil pai está com Gentil filho. Que Deus os conserve em paz”, disse o deputado Yglésio.

Zé Gentil

José Gentil Rosa, o Zé Gentil, foi um maranhense de Caxias que nasceu no dia 18 de maio de 1940. Ocupou cargos importantes para a população maranhense, foi vereador e deputado por três mandatos. Gentil ajudou a escrever a Constituição do Estado do Maranhão, no ano de 1989.

Zé Gentil teve uma carreira bastante consolidada e mesmo depois de ter dado uma pausa na política, voltou sendo eleito deputado estadual com 62.364 votos.

Com muito pesar, a Assembleia recebeu a notícia do falecimento do parlamentar muito querido por todos. Por conta disso, o deputado Yglésio propôs que a Casa do Povo concedesse a singela homenagem àquele que muito fez pelo nosso Estado.