O deputado Dr. Yglésio (Pros) prestou homenagem póstuma, na sessão plenária desta segunda-feira (2), ao cinegrafista Gilson Cardoso Rodrigues, o Gilsinho, que faleceu vitimado por um ataque cardíaco na terça-feira de Carnaval (25 de fevereiro), quando fazia a cobertura da festa no Circuito Beira Mar, para a TV Assembleia.

“Uma perda lamentável para todos nós da Assembleia. Tanto para seus companheiros do Complexo de Comunicação, como para nós, deputados, que o conhecíamos e sabíamos de sua competência, humildade e serenidade. Todos estamos entristecidos por esse lamentável episódio”, afirmou o parlamentar.

Gilson fazia a cobertura do Carnaval acompanhado da jornalista Milena Dutra e do também cinegrafista Jurandir Serra, quando sofreu o infarto. O deputado lembrou que fizera contato com a jornalista Milena Dutra, indagando se o que havia lido nas redes sociais seria fake news, tendo ela respondido que, infelizmente, a notícia era verídica, deixando-o profundamente entristecido.

Sargento PM

O deputado estendeu a homenagem póstuma ao sargento da Polícia Militar Washington Ferreira Nogueira, executado a tiro na manhã do dia 26 de fevereiro (Quarta-Feira de Cinzas), no Miritíua, área de São José de Ribamar, quando o PM se deslocava para o trabalho, como fazia rotineiramente. O policial era lotado no 8º Batalhão.

“Esse foi um crime que atingiu toda a corporação do Sistema de Segurança do Estado do Maranhão. Afetou, acima de tudo, a sociedade. Com apenas 52 anos de idade, ele ia para mais um dia de trabalho e foi morto em um ato de covardia. Sob o comando do coronel Pedro Ribeiro, que recentemente assumiu o direcionamento da PM, a resposta à sociedade foi rápida. Não que o caráter punitivo letal seja o que a sociedade objetiva. Porém, foi uma reação da polícia e, infelizmente, o criminoso foi a óbito. A Polícia Militar, portanto, tem minha estima e respeito”, frisou o parlamentar.